24.12.14

Oh Christmas Tree

Chegámos finalmente ao dia mais aguardado da época! Espero que tenham um óptimo dia, rodeados de família e amigos, uma farta consoada e belos presentes! Aproveito para agradecer às meninas lá de casa pelas decorações de Natal personalizadas, que eu achei fantásticas, e pelo jantar pré-natalício! E às minhas amigas, que eu adoro, e que estão espalhadas por esse país fora, pelos postais fofinhos e pelas lindas lembranças que me enviaram!
Fiquem com o David Fonseca, vestido de árvore de Natal! Ohohoh!

20.12.14

Vida de Estrada

Hoje deixo-vos uma música que tenho ouvido muitas vezes, nos últimos tempos. Assim como o álbum todo, na verdade. Acho que viciei! E agora que estou finalmente de férias, achei que a época pedia uma versão natalícia. Por isso vos deixo Diabo na Cruz, com criançada e coreografia. Bom fim-de-semana, e boas festas!

17.12.14

Like a Rolling Stone

Acabou de sair um novo vídeo do concerto do Miguel Araújo, no Coliseu do Porto. E eu não podia deixar de partilhar, este que foi um dos melhores momentos do concerto. Foi uma bela homenagem do Miguel, àqueles que o iniciaram no mundo da música.
Eu estava a tentar não chorar, mas é impossível. Este vídeo catapulta-me de volta a um Coliseu esgotado, com o público ao rubro. Como disse o Miguel, foi realmente um momento emocional e foi, sem dúvida, inesquecível para todos os que o viveram.

8.12.14

Diabo na Cruz

Até há bem pouco tempo, não conhecia Diabo na Cruz para além do nome e algumas músicas. O mês passado, lançaram o seu álbum homónimo e vieram ao Porto apresentá-lo na FNAC NorteShopping. A conselho de uma amiga que muito admira esta banda, lá fui eu ao showcase. E adorei! Fiquei rendida à música, mas também à simpatia e à boa disposição da banda. Entretanto já ouvi todos os álbuns deles, e mal posso esperar que venham brevemente ao Porto, para os ouvir ao vivo novamente! Fiquem com Ganhar o Dia, o single de apresentação do novo álbum, Diabo na Cruz.

6.12.14

Lenço Enxuto

O novo single do Samuel Úria é uma versão ao vivo de Lenço Enxuto, uma canção que eu adoro. A versão do último álbum, O Grande Medo do Pequeno Mundo, é cantada em dueto com o Manel Cruz e é lindíssima. Tenho pena de nunca ter ouvido esse dueto ao vivo. Vamos ver se o Samuel volta a dar um concerto no Porto e convida o Manel. Por enquanto, fiquemos com o novo vídeo desta bonita música. 

30.11.14

Canção do Ciclo Preparatório

Afinal, não chorei no concerto do Miguel Araújo. Tirando uma lágrima fugaz aqui e ali, apesar das emoções serem mais do que muitas, controlei-as bem. Mas também não tocaram a Desdita, pois nesse caso não garanto que tivesse acontecido o mesmo. E a propósito disso, fiquei a saber que o Miguel lê este blogue. Devo ter ficado de todos os tons de vermelho, quando ele me disse que leu a publicação sobre a Desdita e pensou que não a iam tocar.
Mas ele toca esta canção tantas vezes, e o concerto foi tão espectacular, que eu não tinha porque ficar triste. Para além de que tocou a Canção do Ciclo Preparatório, que não tem tocado na última digressão. E esta é outra música que eu adoro, porque fala dos olhos de Patrícia, e toda a gente quer ter uma bela canção com o seu nome, em especial se for do seu músico favorito. E até já o tive a dedicar-me a música duas vezes, o que a torna ainda mais especial.

Fiquem com a Canção do Ciclo Preparatório, que é também o meu toque de telemóvel.

29.11.14

Desdita

O concerto do Miguel Araújo no Coliseu é já hoje, e eu estou muito ansiosa! Já sei que vou ter que levar um pacote de lenços, porque vou desfazer-me em lágrimas. Há uma música que me faz sempre chorar. Mas aposto que amanhã vai ser pior.

A Desdita é, das canções do Miguel, a minha favorita. A letra remete-me para o entrançado de ruas estreitinhas da baixa do Porto, para o rio Douro, para a cidade antiga. Cada um há-de imaginar um cenário diferente, e este é o meu. Esta canção lembra-me de quando vim morar para o Porto. Sentia-me sozinha e perdida, longe de tudo o que conhecia e das pessoas de quem gostava. Chorei muitas vezes, com vontade de voltar. E sendo eu uma rapariga do campo, o Jardim Botânico tornou-se o meu refúgio, onde me sentia mais perto de casa. Passei lá muitas horas, envolvida pela música que me dava força. A Desdita é uma das duas canções que marcam esse período de transição, e não consigo ouvi-la ao vivo, sem que as memórias tragam as lágrimas de volta.

26.11.14

Mimicat no Porto

Amanhã a Mimicat vem ao Porto. Primeiro vai apresentar o álbum na FNAC NorteShopping, às 19h, com entrada livre. Mais tarde, dá um concerto no Passos Manuel, às 21h30. Os bilhetes custam 7€ e estão à venda na Ticketline e nos locais habituais. Se ainda não conhecem a música dela, comprem o álbum For You, ou oiçam no Spotify. Mas vão vê-la ao vivo, que não se arrependem! Depois não digam que eu não avisei.

Nos Desenhos Animados (Nunca Acaba Mal)

Os Azeitonas têm um novo single. É verdade que a canção já é velhinha. Do segundo álbum, para ser mais precisa. Mas esta é a versão ao vivo no Coliseu do Porto. Eu estava neste concerto e chorei imenso neste momento. É uma das canções em que o público mais participa, acompanhando a Nena do princípio ao fim da música.
Com este aperitivo, estou ainda mais ansiosa pelo novo álbum, gravado ao vivo nos Coliseus. Fiquem com Nos Desenhos Animados (Nunca Acaba Mal).

22.11.14

Lisboa Menina e Moça

Carlos do Carmo recebeu, esta semana, o Grammy Latino de Carreira. A Rádio Comercial decidiu homenageá-lo, convidando 35 artistas portugueses para cantar Lisboa Menina e Moça, canção imortalizada pelo fadista. 
É bonito ver esta canção interpretada por cantores tão diferentes. Afinal, também eles representam a diversidade do povo português. Povo com quem Carlos do Carmo partilhou o prémio dos seus 51 anos de carreira.

Miguel Araújo

O concerto do Miguel Araújo, no Coliseu do Porto, está oficialmente esgotado. Sendo ele uma das minhas maiores referências musicais, e tendo acompanhado a sua carreira a solo desde o início, este é um momento de grande orgulho.

Descobri o Miguel em 2010, num concerto d’Os Azeitonas. Mal conhecia a banda, mas gostei tanto que decidi explorar o trabalho deles. Isso levou-me a conhecer outros projectos do Miguel, como o álbum com o João Só e O Blog do Mendes.
Recordo-me sempre de uma entrevista dada por ele, em Maio de 2011, no programa Ultraleve da Rádio Ultra. Foi a primeira vez que ouvi Os Maridos das Outras, Pica do 7 e Autopsicodiagnose. Foi também das primeiras vezes que ouvi falar do projecto a solo do Miguel.

A primeira vez que o vi ao vivo, foi em 2012, na gravação do programa Planeta Música, da RTP2. Era a única pessoa que lá estava para o ver actuar, sendo o restante público contratado para o programa. Depois vi-o na FNAC Santa Catarina, e nem aquela pequena sala encheu.
Mas o público não tardou a reconhecer o grande talento deste cantautor e, ainda no mesmo ano, a Praça dos Leões estava cheia para o ouvir na D'Bandada. A partir daí, não mais o vi a tocar num recinto que não estivesse cheio de pessoas ansiosas por ouvi-lo.

No início, a minha mãe gozava comigo por ouvir música que mais ninguém ouvia. Mas eu não me importava de ouvir as gravações caseiras e os áudios ranhosos extraídos de entrevistas de rádio ou de vídeos de concertos, em que nem se entendia bem a letra das canções. Quando se gosta e se acredita num projecto é maravilhoso vê-lo crescer.

Entre showcases e concertos, o do Coliseu será o meu 21º. O bilhete está comprado desde que foi posto à venda, no início de Abril, e a expectativa é muito elevada. Já eu não podia estar mais orgulhosa por ver o Miguel, um dos músicos mais simpáticos e humildes que eu já conheci, a esgotar o Coliseu.


19.11.14

Prelúdio

Olá!
Sejam bem-vindos ao Canções da Xará.

Neste blogue quero partilhar músicas que gosto, que preenchem os meus dias e os polvilham de emoções. Quero falar sobre bandas que me cativam, e fazem parte da banda sonora dos meus dias. Quero escrever sobre concertos e experiências que a música me proporciona.
No entanto, este não é um blogue de música, mas sim um blogue pessoal, onde escreverei sobre o que me apetecer. Não quero fazer crítica musical, nem sei fazê-lo. Não acho que a música que gosto de ouvir, é melhor do que a que os outros gostam. Gostos não se discutem.

Partilhem comigo as vossas ideias, e canções para eu ouvir.
E deixem a música tocar!